27 Nov 2008

homage (ii)

Foto de LB nos Outros Olhares

Passa pela última vez sob as arcadas que o protegeram da chuva nos últimos trinta anos.

Leva ainda na boca o sabor amargo do champanhe e da fruta cristalizada do bolo-rei com que lhe fizeram a festa de despedida. Recorda os olhos húmidos da secretária que amarfanhava o lenço de papel com cheiro a eucalipto. Os sorrisos forçados dos colaboradores a quem não foi dada qualquer explicação. Os outros, consternados, lamentando a partida que não se julgaria para já.
As palmadas nas costas soaram-lhe a castigo, e os beijos sentidos a intimidade forçada.
Passa pela última vez sob as arcadas que o guiaram nos últimos trinta anos.
Recorda com nostalgia quantas vezes as percorreu a correr, devagar, com enfado, desejando estar em outro lugar, quantas vezes conjecturou o futuro, quantas vezes pensou em como seria este dia.
O dia da reforma.
Passa assim uma vida. Trinta anos de trabalho. Ensombrasse-lhe o olhar ao pensar como iria reagir a família, se a tivesse. .. que fará doravante? Haverá futuro?

Percorre-as.
Calmamente.
Saboreando a última vez.
Arcadas, companheiras de vida.