10 Dec 2008

intimism (xx)


Uma manhã inteira para fazer a Árvore de Natal.

Cada ano que passa demoramos mais tempo atira a princesa do reino, na galhofa, fitas douradas no cabelo e estrelinhas soltas agarradas à camisola. O cesto, eu já falei nesta coisa das cestas de natal não já? Claro que sim, mas escrevia, o cesto de Natal sai da despensa carregado de adereços dos quais já não nos lembramos. Os sinos, os ursinhos do tempo da minha avó, uma decoração bem britânica com ares de antigo, as bolas vermelhas, só vermelhas que saltitam pelo chão da sala e se escondem debaixo do sofá e atrás da estante dos livros como se brincassem às escondidas. Os trabalhos feitos pela mais que tudo, cartões de Natal coloridos, fotografias com o Pai Natal na altura em que ainda se tiravam fotografias com o Pai Natal .. mum, olha-me aqui tão pequena! A estrela dourada e enorme com direito a honras de a 4 mãos ser colocada no topo da árvore que primeiro se arma, alisa, esticam-se as hastes e depois se enfeita matematicamente. E digo matematicamente porque a miúda coloca e afasta-se a apreciar o efeito, e este ramo está muito nú, aquele tem coisas a mais, põe e dispõe num desassossego de fitas, bolas, enfeites e colares de pérolas. Todos os anos compramos um pequeno enfeite, e aproveitamos quase todos os de anos anteriores .. memórias de Natais passados, dizia a minha avó, e desejos para Natais futuros .. e lembro-me que na altura eu acreditava que aquela pequena peça para o presépio, ou as fitas que de prateado passavam a dourado naquele ano, encerravam todas as memórias e todos os desejos. E no Natal seguinte, apurávamos quantos os desejos concretizados e os sonhos tornados realidade. E confiávamos.

Mummmmyyyyyyy! Oiço de repente, sinal que me chama há que tempos .. ;) ficou linda não ficou?? Ficou perfeita princesa .. e como brilha a nossa árvore este ano .. pudera .. foram tantas as concretizações e está carregadinha de desejos para o próximo ano .. oxalá ;)