15 Dec 2008

intimism (xxi)


Último ensaio às 10h de sábado Mummy, informa-me a princesa.

Para a actuação às 11h .. todas as classes de rítmica prontas e vestidas, cabelo bem apanhado, brilhantes e pintura suave. Estou nervosa Mãe .. atira-me à entrada no carro, depois de mais duas horas de estica, pula, salta, roda, pé em ponta braço em arco. Sorrio e preparo-me para mais uma exibição. Desejosa de ver que faz ela com dois meses de aulas, numa turma de crianças mais velhas, a minha pirralha, que este ano deixou o ballet para se dedicar à ginástica rítmica.
Sábado. 08h00 .. salto da cama, preparo-me e acordo-a. Veste o fato por debaixo da roupa, está um frio de rachar e um temporal que só visto. O vento fez estragos, a chuva não pára de cair, a nossa rua já parece um rio respeitando a tradição de todos os anos por esta altura ..

Eu disse 08h00? E eram. Estou certa que eram. Mas na próxima miradela ao relógio da sala en passant direita à cozinha, brinda-me o velho mostrador recuperado com a seguinte informação: faltam vinte minutos para as dez. Hein? Como assim? ..
Um corre-corre, rodopio de mochila com as calças para a actuação, as meias para o aquecimento, mais gel no cabelo que a opção de escadear os longos cabelos este verão foi uma má opção, ganchos em arco, carrapito no cimo da cabeça, blush, pouco baton, estou nervosa mummy .. vai comer, anda, que isso passa .. e tempo?! Oh tempo castrador e inflexível que passa na ponta do ponteiro mais depressa que eu consigo dizer “estamos atrasadas”! e eu falo depressa .. como sabem!
Era só atravessar a rua, direitas ao pavilhão alugado pelo SAD para a apresentação pública das suas alunas. Só atravessar a rua que na loucura da enxurrada pareceu-nos tarefa hercúlea sem um chapéu-de-chuva. Abre o carro, porta bagagens, chapéu preto. Não era difícil mas ao fechar, a chave do carro entalada sabe Deus como, ou nem ele saberá acredito, partiu-se ao meio. Boa! Temos uma de substituição Mummy, grita-me a princesa da entrada do prédio. E eu sei onde está! Ufana e contente, galhofa com a desorganização da mãe .. (já me penitenciei por aqui, nem pensem que o volto a fazer) ;)

10h05 – corre pelo pavilhão fora, as professoras de sorriso radiante acolhem as ginastas para os aquecimentos e último ensaio. Dá-me um beijo repenicado, segredo-lhe o muita m*** da tia Nocas “não te atrases mummy, começamos às 11h00
Aguentei estóica. Juro que sim. Aplaudi, tirei algumas fotografias, cantei ao som dos Abba, adorei todas as coreografias. A classe dos 6 anos, as pré-olímpicas, as meninas de competição, massas, bolas, fitas, arcos.
Ao ouvir o nome dela, a pose em pontas, o braço esticado, o agradecimento de sorriso, os olhos ao longe .. descambei!

Uma mãe não é de ferro .. desengane-se quem pensa o contrário!