15 Jan 2009

intimism (xxvi)


Na disciplina de área de projecto constrói-se uma NoVa Roda de alimentos, gigante. Com todos os sectores, nutrientes, consequências da sua falta e do seu excesso.

Em Formação Cívica apresenta-se um teatro sobre o bullying, e pesquisa-se sobre o mundo das actividades e profissões (o mundo? Are you sure? Positive mummy, .. suspiro). Em Português elegeu-se como patrono Alice Vieira. Livros para ler, fichas de leitura a completar e uma biografia exaustiva lá para o final do ano, para partilhar com a escritora. A par dos que lê em casa que anda encantada com as Gémeas .. sim as do meu tempo, no Colégio de Stª Clara :)

Os testes começaram, História e Geografia hoje mesmo (eu espero, espero sinceramente que ela não se ponha a extrapolar .. ), Matemática e Inglês, Música e Ciências, já na calha e ainda faltam algumas.
Os treinos de de rítmica passaram a 3x por semana (estou prestes a ser convidada para .. shhhht! Nem quero saber!).

As aulas acabam diariamente às 16h10, segue-se para o atl – sala de estudo e actividades, actividades? E tempo para elas?
Para quem sai de casa às 07h40 todas as manhãs regressando às 19h, salvo em dias de ginástica que lhe consome mais duas horas, parece aos olhos de qualquer pessoa sensata, trabalho suficiente, certo? .. estou à espera de vos ouvir concordar, se não se importam … !


Errado!
O concurso Eu e o Meu Monumento exige um trabalho meticuloso, exaustivo de pesquisa, fotografia, maqueta e desenho. É uma forma de dares a conhecer às escolas do teu concelho o Monumento que elegeste. Não te esqueças das razões porque o eleges e elabora as tuas apresentações como se mais ninguém o conhecesse. O mais claro e completo possível.

Mummy vou representar o 6º ano da escola e já escolhi o monumento, diz-me saltitante e sorridente enquanto me sinto tomada de pânico ao ler as entrelinhas do regulamento. Ok .. dá-me uma boa noticia e diz-me que escolheste a Torre de Belém.
Nops
.. atira-me a piscar o olho. Escolhi o castelo de Monsanto mummy, a terra do avô, afinal é também parte de mim não é? Dengosa e melosa a conquistar-me pelo amor àquela parte das nossas raízes? .. mas a quem sai o monstrinho afinal?