6 Feb 2009

reflectindo? também ..

Sempre desconfiei de pessoas que arremessam certezas absolutas como pedras ao charco da nossa assumida ignorância.
Sempre desconfiei de quem assume as dores alheias como suas, esquecendo-se, na maioria das vezes, de lavar o seu próprio umbigo.
Sempre preferi ouvir relatos de experiência feitos do que portentosos discursos cheios de sentenças e vocábulos directamente copiados do thesaurus, sem que se saiba, e percebe-se tão bem que não se sabe, o que significam.
Sempre preferi a autenticidade à camada de verniz que por muito que brilhe .. estala.
E tinha razão.

E sempre é uma palavra que me abstenho normalmente de usar.
Significa, para mim, demasiado tempo.

Por falar em tempo! Que o Vosso, no fim-de-semana que se aproxima, seja excelente ;)