16 Mar 2009

parental_idade (?)


Chocou-me a notícia da passada sexta-feira.
Ouvi muitos comentários e li tantos outros por este e outros meios fora. Ora atacando ferozmente o Pai da criança, ora desculpando-o pela vida que se leva hoje em dia de stress e prioridades invertidas, atribuindo a culpa a uma entidade para mim ainda não clara. Palpável: a Sociedade; a Vida, e a forma como a vivemos como se nos fosse imposta. Não é.
Confesso que me abstive de julgar o acontecimento. Procurando uma justificação para algo que me parece de todo improvável acabei por encontrá-la no psicólogo entrevistado sobre o assunto por um dos canais de televisão. Há pessoas que muito pura e simplesmente não estão preparadas para a parentalidade.
Para a responsabilidade que acarreta uma criança a cargo, e não se pretende aqui referir o encargo financeiro assumido com o nascimento de um filho. Nem a escolha adequada de uma escola. Nem tão-pouco a altura correcta e eficaz de uma consulta de dentista.

Há pessoas que muito pura e simplesmente não estão preparadas para a parentalidade, dizia o senhor entrevistado; e cujos cérebros não emitem o alerta necessário de quem tem, acima de tudo o que tem na vida para fazer, uma tal responsabilidade.