25 Mar 2009

silly me ;)


Todos os anos temos esta euforia no sentir e no fazer sentir e penso até para mim, já inclusive confirmei esta teoria à custa de lágrimas e risos, que é por aqui que nos renovamos e evoluímos mais que por qualquer meio, meio esse que pode parecer mais culto e intelecto, mais viajado e ambicioso, mais perfeito e completo. Desenganem-se .. !
Ufa ..! é também nesta altura que tenho muito mais fôlego, como se pode ver neste parágrafo!

O sol brilha, o calor sente-se na pele, há um natural despir de roupa pesada e já sem graça, um sapatinho aberto que se coloca, casaco leve e decote pronunciado, um sorriso que pode parecer pateta ao incauto que observe mas não é: tenha tento oh incauto que o sorrisinho que pode parecer pateta, não é!

Há um calorzinho no ar, algumas alergias à mistura pelos espirros que oiço, uma euforia aliada a um cansaço de quem precisa urgentemente de uma pausa (ainda não escolhi destino .. ) mas ao mesmo tempo quando abro o estore ou afasto o cortinado de manhã e vejo o sol que já brilha e os jacarandás quase carregados, as pequenas flores de pessegueiro que já despontam e os matutinos na rua, invade-me uma paz que chamo primaveril, que me aconchega e me faz, de bem comigo, evoluir? .. também! ;)