3 Jul 2009

balance sheet

Balanço fora da época
Gosto de balanços, eu. Já escrevi isto algures por aqui. Se não neste livro em outro qualquer. Gosto de balanços e desta formazinha irritante de colocar o eu no final das frases. Bom .. antes no fim que no centro. Nada pior que eus no meio de tudo. Ao centro de tudo.
Mas gosto de balanços. E de fazê-los fora de época. E de aprender algo com isso. Ano lectivo superado .. menção honrosa, melhor aluna, excelentes notas. Menina bonita por dentro e por fora, a minha filha. Que mais posso pedir, pensava ontem na cozinha enquanto a ouvia ao telefone com a prima em combinações de férias e dormidas fora, perguntas atropeladas e risinhos de quem esconde segredos. Nada. Não posso pedir mais nada. Mesmo.
Tenho trabalho, tenho saúde. Tenho casa e o meu frigorifico está cheio de comida. O carro parado à porta não é nenhum último modelo, mas anda. E é meu. As prioridades da minha vida passam por coisas simples. Ser feliz, sorrir, trabalhar, amar, acompanhar, criar, enfim, verbos simples de conjugar, seja em que tempo for. Nada de extraordinário. Escrevo que me farto, coisa que adoro fazer. E falo pelos cotovelos para impaciência dos que me amam. Impaciência controlada claro que é tudo gente bem educada ;) .. já tive férias, e ainda vou ter férias. Com a família, entre amigos. A mais-que-tudo muda de liceu este ano, vem um 7º ano a caminho, no liceu dos crescidos .. mais crescidos .. às vezes penso como foi que passaram estes anos todos desde o primeiro dia de aulas do 1º ano que me parece ainda tão próximo :)

Gosto de fazer balanços, eu. E ainda que nem tudo na minha vida seja o mar de rosas que por vezes espelho por aqui, um mar flat sem grandes desavenças, ondas gigantes ou tsunamis, acabo este com um sorriso e um obrigada que murmuro para dentro. Obrigada.
-
Have a nice week-end you all *