29 Sep 2009

-
O Senhor Presidente da República fala hoje à Nação.
E mais do que curiosidade sobre o que vai dizer, esmiuçada que está a questão sobre a qual ainda não falou e que preocupa todos os que leio, todos os que oiço, eu gostaria de ver abordadas questões simples.
A sério.
Gostaria de ver abordadas questões de sobrevivência. Questões de educação e ensino. Questões de saúde. Gostaria que a agenda encerrasse temas que me são queridos como por exemplo o insucesso escolar, as diferenças, o desemprego, a habitação, a terceira idade e as condições em que sobrevive. Gostaria que o discurso do Senhor Presidente da República versasse sobre o futuro, o que poderemos fazer, em conjunto e individualmente para que o que nos espera seja algo com que podemos sonhar. Sem desesperar.
Gostaria até, tendo a consciência tranquila que não estou a pedir demais, que me desse noticias do casal de idosos que a dívida ao banco desalojou na semana passada do 1º andar do prédio onde vivo. Ou do garoto pequeno que me pede pequeno-almoço encostado ao meu carro todas as manhãs, gostaria mesmo que o Senhor Presidente me descansasse assegurando que todos têm onde viver e como viver. Gostaria ainda, eu sei que protocolos, agendas, horários e sharings são tudo palavras cheias de significado, mas gostaria ainda que desse aos Portugueses um voto de confiança.
E que, mesmo que não tenha a certeza absoluta, nos garantisse que ainda não desistiram de Portugal todos aqueles que nos Governam.

Mas isso sou eu. A utópica de serviço.
-