2 Nov 2009

_
Há imensas diferenças com as quais nos habituamos a conviver.
Há outras que nos são quase impostas num politicamente correcto muito em voga na última década como se fossemos todos iguais, todos o mesmo.
Não somos.
Nem queiramos fazer de conta porque a nossa individualidade dificilmente nos manterá a sorrir condescendentes e apaziguantes por muito mais tempo.
_